segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Hipertrofia Cardíaca: "O coração do atleta ".

     Geralmente o volume e a massa do coração aumentam com treinamento aeróbico regular e em longo prazo, com maiores volumes diastólicos do ventrículo esquerdo observados durante o exercício. A hipertrofia cardíaca de forma moderada e secundária ao crescimento longitudinal das células miocárdias reflete uma adaptação ao treinamento natural do músculo para uma carga aumentada de trabalho, independentemente da idade.  Essa amplificação caracterizada  por um aumento na cavidade ventricular – hipertrofia excêntrica- e por um espessamento das paredes – hipertrofia concêntrica-, retorna aos níveis de controle com o destreinamento.
   Ao ser sobrecarregado o miocárdio estimula uma maior síntese de proteína celular. A síntese acelerada de proteínas resulta em grande parte do aumento do RNA do músculo treinado. As miofibrilas sofrem espessamento, enquanto o número desses filamentos contráteis aumenta.

O volume cardíaco de homens sedentários é por volta de 800ml; Nos atletas vai depender á natureza aeróbica do exercício praticado, mas de forma geral os atletas possuem um volume cardíaco 25% maior que nos indivíduos sedentários. A duração do treinamento afeta o tamanho e a estrutura do coração.   
Tendência geral para o aumento do volume cardíaco ( massa ventricular) entre indivíduos destreinados é vários grupos de atletas.
Descobri a pouco tempo que tenho "O coração do atleta", se você sabe um pouco mais sobre isso, me explique na caixa de comentários.
Referência:  
McArdle,William.Katch,Frank.Kaych,Victor.Fisiologia do exercicio Energia,Nutrição e desempenho humano. quinta edição.Editora Guanabara Koogan.

artigos interessantes sobre o assunto :
Postar um comentário